“Um incompetente que sabia da própria incompetência e era muito inseguro”, diz ex-colega de Merval sobre o colunista

Merval Pereira

Merval Pereira, colunista da Globo, fez das suas novamente. Em artigo publicado neste domingo, criticou a foto de Lula mostrando as coxas e citou até um “prenunciado bilau” do ex-presidente.

Uma ex-colega de Merval no jornal dos Marinhos escreveu para o DCM sobre o imortal. Ela pede anonimato:

Um incompetente que sabia da própria incompetência e era muito inseguro.

Tem mais ou menos a minha idade, mas, por ser filho de um grande amigo do Doutor Roberto Marinho, também chamado Merval, ganhou a editoria de política sem muita experiência.

Nessa época eu tinha uns 24 anos, ele 25 ou 26. Atrasava o fechamento, não se decidia, um horror. Então, assim que possível, caiu pra cima: foi ser correspondente do Globo em Noviorque pra não atrapalhar o andamento do jornal.

A história jornalística do Merval é cair pra cima. Nem escrever direito ele sabe, sempre tem de passar pelo revisor.

Ele era novo, inseguro e inexperiente demais para editor de política, um cargo de tanta responsabilidade. Também não parecia muito inteligente e era bastante ansioso.

Eu detestei trabalhar com ele (e, provavelmente, ele comigo). O problema é que mais ou menos nessa época a empresa decidiu demitir todos os frilas fixos (éramos uma hoste, o jornal não assinava a carteira de muita gente), porque estava tendo muito prejuízo com os processos trabalhistas – e rodei nessa.

Quando voltei ao jornal, o Merval já tinha sido “promovido” a correspondente no exterior, e todos estavam aliviados. Ninguém o levava muito a sério. Todos preferiam que ele nem circulasse pela redação, porque se metia a dar opinião e só falava bobagem.