Em guerra, Rússia substitui McDonald’s por ‘Tio Vânia’ e ‘food trucks’ na forma de ‘matrioska’

Ikea, Apple, IBM, Volkswagen e o já citado McDonald’s são algumas das mais de 60 companhias que a Rússia tem na lista de empresas a se nacionalizar

Logotipo proposto para restaurantes Tio Vânia e caminhão de comida em forma de matrioska ao lado de um McDonald's em Moscou
Logotipo proposto para restaurantes Tio Vânia ao lado de um McDonald’s em Moscou. Foto. Reprodução El Diario

O McDonald’s fechou seus restaurantes na Rússia. Faz parte do número infinito de multinacionais que encerraram suas operações neste país em resposta à invasão da Ucrânia. Mas a Rússia já está preparando sua própria versão alternativa, embora com um logotipo suspeitosamente familiar.

Em 12 de março, um pedido foi protocolado para registrar a marca de uma rede de restaurantes na Rússia. O nome: Tio Vânia (o mesmo que a peça do escritor russo Anton Chekhov). O logotipo: o B do alfabeto cirílico que corresponde à inicial de Vânia. A aparência do logotipo: uma inicial amarela que virada à direita é mais do que semelhante ao icônico “M” do McDonald’s.

Josh Gerben, advogado estadunidense especializado em marcas, patentes e propriedade intelectual, compartilhou o documento no Twitter e lembrou que a intenção de substituir o McDonald’s fechado no país por seus próprios restaurantes Tio Vânia já havia sido anunciada na Duma.

De acordo com o Washington Post, Vyacheslav Volodin, presidente da câmara baixa do parlamento russo, disse na semana passada que as marcas russas devem substituir os McDonald’s fechados. “Eles anunciaram o encerramento. Ok, está tudo bem. Mas amanhã nesses lugares não deveríamos ter McDonald’s, e sim Tios Vânias”, disse ele.

Para a multinacional, a Rússia era um mercado relevante dentro de seus negócios, uma vez que contribui com cerca de 10% de toda a sua renda. Lá há mais de 800 estabelecimentos da rede, dos quais 84% são próprios e cerca de 15%, franquias.

Quando o McDonald’s anunciou o fechamento de suas lojas, disse que pretendia continuar pagando seus 62 mil funcionários na Rússia. No entanto, o presidente da Duma argumentou como uma razão para a substituição que “os empregos devem ser preservados e os preços reduzidos”.

O presidente russo Vladimir Putin anunciou na semana passada um plano para nacionalizar empresas estrangeiras que deixaram o país. “Teremos que introduzir a gestão externa e depois transferir essas empresas para quem quer trabalhar”, disse.

Ikea, Apple, IBM, Volkswagen e o já citado McDonald’s são algumas das mais de 60 companhias que a Rússia tem na lista de empresas a se nacionalizar, de acordo com o jornal russo Izvestia.

Washington Post acrescenta que fontes do governo argumentam que a Rússia pode ignorar patentes de empresas de outros países se Moscou as considerar hostis.

Em uma carta a sua equipe, o presidente e CEO do McDonald’s, Chris Kempckinski, justificou que o fechamento de restaurantes é uma medida correta porque a empresa não pode ignorar o sofrimento desnecessário que está sendo causado à população ucraniana.

LEIA MAIS:

1; VÍDEO: 24 dias depois, JN corrige fake news sobre “tanque russo” na Ucrânia
2; Tropa da Ucrânia veta voluntários brasileiros por causa de Bolsonaro
3; Ciganos são amarrados a postes e têm rostos pintados na Ucrânia

‘Food trucks’ de matrioskas ao lado do McDonald’s fechado

Fachada do McDonald's na Rússia
Unidade do McDonald’s na Rússia. Foto. Reprodução

Enquanto o Tio Vânia se prepara para abrir, 16 food trucks já foram instalados em Moscou perto do McDonald’s fechado, anunciou nesta quinta-feira Alexi Nemeriuk, chefe do departamento de comércio e serviços da capital.

“Durante os três dias do festival da primavera da Crimeia – que acontece neste fim de semana – foram instalados 16 food trucks em Moscou. Não só existem em forma de matrioska, como também há outros modelos. Eles se estabeleceram ao lado dos restaurantes do McDonald’s e servirão hambúrgueres e panquecas”, disse ele à agência de notícias de Moscou.

Neste vídeo publicado pela agência russa, você pode ver os food trucks em forma de boneca russa e os outros modelos, como vans em forma de cachorro-quente.

Texto de Vanesa Rodríguez na Rede Brasil Atual.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link