Lenio Streck fala de Merval admitindo a parcialidade de Moro: “A Justiça é isso?”

A imagem de Lenio Streck e Merval Pereira
Lenio Streck e Merval Pereira. Foto: Reprodução/YouTube/Globo

O jurista Lenio Streck, do Grupo Prerrogativas, criticou o artigo de Merval Pereira publicado no Globo neste domingo. No texto, o imortal da Globo diz que a parcialidade de Moro é normal dentro do Judiciário brasileiro.

Lenio escreveu no Twitter: “Merval, o ‘jurista’, diz no Globo: ‘Moro e a Lava Jato são, portanto, a mais pura explicitação da Justiça brasileira’.

Se ele tem razão, estamos lascados. A justiça é isso? Incrível: Temos de torcer para que Merval esteja mentindo, então! Por lógica! Que fase!”.

LEIA MAIS:

1 – “Sou, mas quem não é?”: Merval, enfim, admite parcialidade de Moro
2 – Moro faz dobradinha com Merval: “Vamos em frente”
3 – “Tudo parece se encaminhar para uma vitória de Lula”, diz Merval

O que diz Merval?

Ele escreve no Globo: “A questão da imparcialidade na justiça brasileira, discutida desde que o ex-juiz Sérgio Moro foi considerado ‘suspeito’ no processo que condenou o ex-presidente Lula no caso do triplex do Guarujá, ganha novos ares com um trabalho da jurista Bárbara  Gomes Lupetti Baptista em número recente da revista Insight Inteligência, baseado em uma pesquisa empírica que realizou no âmbito do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro há dez anos, que ela comparou com a decisão do Supremo Tribunal Federal”.

E ele ainda consegue completar: “Uma frase que diz ter ouvido muito foi ‘a minha verdade é a minha justiça’. Outra: ‘Você não pode julgar com o coração. A sua referência é a lei. Mas só que você tem um coração. O que faz com ele?’.

Nessa linha, diz a jurista Bárbara Gomes Lupetti Baptista, a postura de Sérgio Moro, ‘comprometida por suas convicções pessoais e senso particularizado de justiça no tratamento e na condução da Operação Lava Jato, apontando, inclusive sua relação pessoal com o Ministério Público, não é inédita, nem extraordinária; é recorrente no sistema de justiça’.

Segundo ela, muitos juizes brasileiros cuidam de processos, avaliam provas, decidem casos e interpretam fatos e leis a partir de sensos particulares de justiça. ‘Moro e a Operação Lava Jato são, portanto, a mais pura explicitação da Justiça brasileira'”. Acredite se quiser.

Lenio completou: “Vou explicar melhor! Merval em O Globo: ‘Moro e a Lava Jato são, portanto, a mais pura explicitação da Justiça brasileira’. Incrível: Para JUSTIFICAR um péssimo juiz como Moro, Merval  arrasta a justiça TODA para a lama. Deve ter muita coisa em jogo! Agora acho que ficou claro!”

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link