Apoie o DCM

Jovem Pan perde processo contra programa de Gregório Duvivier

Gregório Duvivier falando da Jovem Pan.
Gregório Duvivier falando da Jovem Pan. Foto: Reprodução/YouTube

A emissora de extrema-direita Jovem Pan entrou na Justiça contra o programa Greg News, apresentado pelo ator e humorista Gregório Duvivier na HBO, por “falsidades”, mas perdeu. O motivo do processo foi o episódio 23 da quinta temporada do Greg News, exibido no dia 24 de setembro de 2021, que teve como assunto justamente a Jovem Pan. O conteúdo é de crítica à emissora por defender o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). A informação é do colunista Mauricio Stycer, do Uol.

“Só no You Tube a Jovem Pan acumula cerca de 250 milhões de espectadores, o que faria dela a maior produtora de conteúdo jornalístico da América Latina, se desse para chamar o que ela faz de jornalismo. O que, como veremos, é um pouco difícil”, começa Gregório Duvivier no episódio em questão. O programa fala também, entre outras coisas, sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada em 1993 no Congresso Nacional que apurou irregularidades na criação da TV Jovem Pan. A emissora de Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, conhecido como Tutinha, requereu na Justiça direito de resposta na HBO.

Um aspecto importante que motivou o pedido da Jovem Pan foi o Greg News ter dito que Tutinha teve uma reunião com o ministro das Comunicações, Fabio Faria, que o levou para conhecer as instalações de um canal de TV que poderia ser adquirido em São Paulo. O dono da Jovem Pan diz que essa reunião nunca aconteceu.

O juiz Guilherme Santini Teodoro, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, afirmou que o programa apresentado por Duvivier deixou clara a fonte da informação e noticiou também o desmentido de Tutinha: “Não tem nada a ver com o governo; isso não passa por governo. Inventam muita coisa, é tudo mentira”, disse o empresário.

Leia mais:

1. Milton Ribeiro e pastores são convidados para se explicar ao Senado

2. Lula e Leonel Radde são ameaçados de morte por neonazistas

3. VÍDEO – Mendigo que apanhou de personal simpatiza com Bolsonaro: “Votei pela facada”

Juiz não viu ofensa de Gregório Duviviver à Jovem Pan

O juiz Guilherme Santini Teodoro, que julgou o caso, escreveu em sua decisão que não verificou o “intuito de macular a honra objetiva da autora”, já que, de acordo com o magistrado, “o programa cita exemplos da programação da própria autora para questionar sua atuação como empresa de jornalismo”.

Ele considerou que o “Greg News” fez apenas críticas “acompanhada de humor e sátira, sobre propagação de notícias falsas por conta da pandemia viral em curso e sua estreita relação com o governo federal”.

Responda à enquete

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link