Cheiro de armação: PM do Rio prende 4 homens com facas, paus e rojões e diz que são manifestantes

As armas apreendidas

Começou a armação contra os movimentos que lutam por democracia no Brasil.

A PM do Rio de Janeiro prendeu nesta manhã quatro homens com três facas, cinco bastões de madeira e fogos de artifício. E diz que eles seriam supostamente manifestantes antifascistas.

O movimento pela democracia, no entanto, não reconhece nenhum dos detidos e alguns de seus líderes estranham que tenham sido prestos na região da avenida Atlântica, onde não tem ato programado.

A manifestação está marcada para começar as 15 horas, no monumento Zumbi dos Palmares, na avenida Presidente Vargas, que fica a pelo menos oito quilômetros da Atlântica.

Os manifestantes presos são:

Igor Braun Polopnsky, Lucas Parrini, Andre Soares Caruso Guimarães  e Jose Vinicius Antonelli.

Líderes do movimento dizem que conhecem nenhum destes presos. “São infiltrados”, disse um deles.

A PM, por sua vez, relatou assim a prisão:

Policiais militares de serviço no Setor bravo, quando em patrulhamento conforme as diretrizes operacionais do comando da corporação, foram acionados por maré zero para proceder ao endereço mencionado a cima, chegando no local fez contato com a supervisão onde uma guarnição do choque avistou um veículo parado em atitude suspeita e após abordar o mesmo encontrou dentro do veículo facas, bastões de madeira e fogos de artifício. Diante dos fatos guarnição conduziu os nacionais para a sede da 12° delegacia para a apreciação da autoridade policial.

O endereço da prisão é: Avenida Atlântica, 4160 – Copacabana.

O vídeo abaixo mostra que estes jovens foram abordados pela PM, mas não na avenida Atlântica: