Bolsonaro acusa FHC de corrupção e diz que ex-presidente comprou a reeleição

Veja FHC e Bolsonaro
Bolsonaro e FHC (Fernando Henrique Cardoso). Foto: Wikimedia Commons

Jair Bolsonaro (PL) disse algo que parece uma verdade. Segundo ele, FHC praticou corrupção no seu governo quando comprou o voto dos deputados para garantir a sua reeleição. Isso está no jornal O Estado de S.Paulo.

LEIA MAIS:

1 – DCM Café da Manhã – Investigada na rachadinha, Michelle avisa a Mendonça: “Você vai ter que ajudar a gente”

2 – “É para mandar eles à pqp”: processos na Justiça mostram rotina de golpes do PCO em funcionários

3 – Valdemar Costa Neto reclama com Bolsonaro de vazamento na PF: “É pra me derrubar”

4. “Fui boi de piranha”: o destino do deputado que renunciou para abafar o caso da reeleição de FHC

O que disse Bolsonaro sobre FHC?

Ele voltou a criticar seu ex-ministro da Justiça Sergio Moro (Podemos), pré-candidato ao Planalto em 2022.

Aos apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente afirmou que o rival “não aguenta 10 segundos de debate” e ainda disparou contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

“Ele se elegeu na onda do real do Itamar Franco. Daí ele comprou a (emenda da) reeleição”.

Bolsonaro também disse qual é sua meta de senadores aliados na próxima legislatura: 12. Questionado por uma simpatizante sobre quantos parlamentares os apoiadores deveriam fazer para o Senado, Bolsonaro respondeu: “uma dúzia está bom”.

Serão 27 vagas em disputa para o Senado nas eleições de 2022, uma por Unidade da Federação.

Palácio do Planalto pretende lançar ministros como Tereza Cristina (Agricultura, DEM-MS) e Flávia Arruda (PL-DF) para aumentar a bancada na Casa, que costuma oferecer mais resistência aos projetos do governo em relação à Câmara dos Deputados, onde o Executivo tem a fidelidade de Arthur Lira (PP-AL) no comando.

O presidente ainda disse aos apoiadores que o deputado federal Major Vitor Hugo (PSL-GO), seu ex-líder na Câmara, deseja ser candidato a governador de Goiás.

“Tem que ver como ele tá, eu não sei. Ele é um cara competente. Tem tudo para dar certo da política”, afirmou Bolsonaro, que reconheceu a dificuldade de emplacar aliados em algumas regiões. “Tem Estado que a gente não vai conseguir”, afirmou.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.