Bolsonaro diz que crise pode causar “guerra da segurança alimentar”

Bolsonaro diz que crise pode causar guerra da segurança alimentar
Presidente Jair Bolsonaro / Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que a crise no Leste Europeu pode causar “guerra da segurança alimentar”. A declaração foi feita hoje (24) a apoiadores no cercadinho do Palácio da Alvorada.

“Se a crise se alastra, se aumenta, podemos ter uma guerra da segurança alimentar. Vai matar mais gente do que meio mecânico”, afirmou Bolsonaro sobre os reflexos da guerra na Ucrânia

O conflito entre Ucrânia e Rússia tem deixado rastros na economia mundial. O aumento nos preços das commodities, como trigo, milho, petróleo e gás natural, é um deles.

A guerra na Ucrânia completa um mês hoje e ainda não apresenta sinais para chegar ao fim. Novas sanções econômicas tentam frear o conflito e atingir o presidente russo, Vladimir Putin.

Leia mais:

1- Casamento em crise? Bolsonaro falta em aniversário de Michelle e vice-versa

2- VÍDEO: Ucrânia bombardeia porto ocupado por navios russos

3- Bloqueio do Telegram foi bom para Bolsonaro, segundo pesquisa

Bolsonaro usa conflito para defender mineração em terras indígenas

O mandatário ainda usou o conflito entre Ucrânia e Rússia para defender a mineração em terras indígenas. A conversa com os apoiadores foi divulgada por um canal no YouTube.

“Os índios querem se integrar à sociedade e querem explorar sua terra. Então, imagine se uma área do tamanho da Região Sudeste usasse 20% para agricultura. A gente precisa disso daí. O mundo está vivendo uma crise. Em vários países da Europa, já começou desabastecimento. Comer carne lá fora passou a ser quase um luxo. O pessoal não dá valor aqui, muitas vezes”, disse o presidente.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link