Alckmin acerta filiação ao PSB e deve ser confirmado vice de Lula

Alckmin acerta filiação ao PSB e fica a um passo de ser vice de Lula
Geraldo Alckmin deixou o PSDB após 33 anos. Foto: NELSON ALMEIDA (AFP)

Nesta segunda-feira (07), o ex-governador Geraldo Alckmin acertou a sua filiação ao PSB, durante encontro com o presidente da legenda, Carlos Siqueira, em São Paulo. A próximo passo agora deve ser a confirmação de que ele será vice de Lula nas eleições 2022.

Siqueira confirmou a informação ao blog de Andréia Sadi no G1, após encontro nesta manhã com o ex-tucano. “Ficou acertado que ele entra no PSB, só falta agora a data da filiação. A conversa foi excelente”, disse. Segundo ele, Alckmin vê a filiação à sigla como “o caminho natural”.

De acordo com Siqueira, independentemente de federação com o PT, o ex-governador irá para o PSB e, se Lula oficializar, será o vice do ex-presidente na chapa presidencial. “Ele vai ser o vice se Lula confirmar o convite. No PSB, está acertada a sua filiação”.

Leia também:

1- Randolfe se encontra com ex-governador

2- Amigo de Haddad, Gabriel Chalita é aposta do PSB para somar votos à Câmara

3- Em conversa com ex-governador, Luciano Huck revela em quem votará no 2° turno

Alckmin e Lula

No PT, já é dado como certo que Alckmin será o candidato a vice do ex-presidente Lula na disputa ao Palácio do Planalto deste ano. Lula, aliás, não participou do encontro do PSB com Alckmin nesta segunda. O ex-presidente está retornando para o Brasil do México, onde cumpriu agenda na semana passada.

O ato de filiação ocorrerá até o dia 2 de abril. Essa é a data limite fixada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para quem pretende concorrer a algum cargo nas eleições de outubro. Lula lidera a corrida eleitoral com chances de vencer no primeiro turno, segundo as mais recentes pesquisas eleitoriais.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link