Por relação com Putin, Premier League “desqualifica” Abramovich do Chelsea

Abramovich, sentado no estádio; ele é o dono do Chelsea
Conselho da Premier League informou hoje (12/3) que Romand Abramovich tem até 31/5 para deixar direção do Chelsea. Foto: Reprodução

O empresário Romand Abramovich, dono do Chelsea, segue sofrendo punições em razão das suas relações com o governo de Vladimir Putin. Agora foi a vez da Premier League,  que organiza o Campeonato Inglês, anunciar, neste sábado (12) que Abramovich foi “desqualificado” como diretor do clube. Com a decisão, o clube busca agora um novo proprietário. Abramovich terá que deixar o clube em 31 de maio. 

A decisão da Premier League foi anunciada depois que o proprietário do Chelsea teve suas contas congeladas e seus gastos limitados pelo governo britânico. Em nota, a entidade ressaltou que a decisão não afeta a capacidade do clube de treinar e jogar. 

Além disso, a medida acontece dois dias depois de a liga conceder uma licença para que o Chelsea continue operando sob pesadas restrições. Entre elas, está  a determinação de quanto o clube pode gastar em custos com operações de jogo, preços de ingressos e orçamentos de viagem.

Segundo o jornal “The Guardian”, dois concorrentes estariam entre os possíveis compradores do Chelsea: o empresário inglês Nick Candy e um consórcio liderado por Todd Boehly e Hansjörg Wyss. Esse processo de venda, segundo a imprensa inglesa, será supervisionado pelo banco de investimentos Raine Group. Os interessados terão até o próximo dia 18 de março para submeterem as suas propostas.

Leia mais:

1- Abramovich confirma venda do Chelsea e diz que doará dinheiro às vítimas da guerra

2- Rússia x Ucrânia: Abramovich entrega o comando do Chelsea

3- Com guerra da Rússia, Chelsea é colocado a venda; Saiba o valor

Leia a íntegra da nota da Premier League sobre Chelsea

Após a imposição de sanções pelo Governo do Reino Unido, o conselho da Premier League desqualificou Roman Abramovich como diretor do Chelsea Football Club.

A decisão do Conselho não afeta a capacidade do clube de treinar e jogas suas partidas, conforme estabelecido nos termos de uma licença do Governo que expira em 31 de maio de 2002”